Scroll Top

Coach de Relacionamentos Revela: Como Conquistar o Homem dos seus Sonhos e se Tornar uma Mulher IRRESISTÍVEL.

Coloque o seu e-mail:

Beleza

Adesivo anticoncepcional, Como funciona?

Talvez você já tenha ouvido falar no adesivo anticoncepcional. Semelhante à pilula, ele fornece hormônios que ajudam a prevenir a gravidez. O diferencial é que, ao invés da via oral, eles são absorvidos através da pele, chegando diretamente à corrente sanguínea. Comercializados com o nome de “Evra”, os adesivos devem ser colocados na pele apenas uma vez na semana.

adesivo-anticoncepcional funcionaO adesivo anticoncepcional é a escolha de muitas mulheres para a contracepção. Ao ser fixado no corpo, pela própria mulher, em lugares de pouco atrito, como barriga ou costas, por exemplo, o adesivo mantém uma liberação constante de etinilestradiol e norelgestromina durante um período de sete dias.

Como usar? O método anticoncepcional adesivo, segundo a médica, tem a vantagem de precisar ser trocado apenas uma vez por semana e, em geral, tem menos efeitos colaterais que outros métodos, como os enjoos, já que os hormônios são liberados direta e constantemente na circulação.

É preciso observar também a forma como ele está fixado. Se as bordas estiverem levantadas ou completamente descoladas e continuarem assim, haverá liberação insuficiente do medicamento.
adesivo-anticoncepcional
E se descolar? Se houver descolamento, mesmo que parcial, por até 24 horas, o adesivo deve ser recolocado no mesmo local ou substituído por um novo adesivo imediatamente. E o próximo deverá ser colocado normalmente no dia previsto. Mas, se o adesivo for retirado, por alguma razão, antes do prazo certo, é necessário se proteger com outro método, como a camisinha, para evitar o risco de gravidez.

Quais são as vantagens? A vantagem do anticoncepcional adesivo é que os hormônios (estrogênio e progestagênio) caem diretamente na corrente sangüínea, ótimo para quem possui intolerância via oral. É mais seguro, porque não diminui sua eficácia quando ocorre vômito e diarréia. “Como não é oral, não passa pelo fígado, não ocasionando problemas gastro-intestinais”, explica o ginecologista.

E as desvantagens? A desvantagem é que se a mulher tem dor de cabeça ao usar pílulas orais é bem provável que ela sinta a mesma coisa com o adesivo. Podem ocorrer, também, pequenos sangramentos fora do intervalo, no início. Segundo Polisseni, no mercado, existe uma única marca e o preço é um pouco maior do que as pílulas orais. Por isso, muitas mulheres ainda preferem as pílulas.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Comentários

Recomendados para você:



Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.