Scroll Top

Coach de Relacionamentos Revela: Como Conquistar o Homem dos seus Sonhos e se Tornar uma Mulher IRRESISTÍVEL.

Coloque o seu e-mail:

Relacionamento

Ele paga de GOSTOSÃO, mas em casa é a maior mosca morta!

Leitora: Bom dia! Sou Casada e meu marido vive negando fogo. Entre os amigos, ele é o safadinho que vive mandando putaria no WhatsApp, mas em casa… Fico atrás, dou indireta, coloco roupinha sensual e tal. Às vezes até rola, mas normalmente é uma vez na semana e olhe lá! E quando fico dizendo coisinhas mais picantes ele diz que sou uma tarada!! Já fucei as coisas dele e aparentemente ele não está me traindo. Alega sempre que está muito estressado com o trabalho.

O que faço? Começo a dar uma de doida e deixo que ele venha me procurar? Será que estou fazendo pressão demais???

OLHA amiga, ele não tá viciado em pornografia não, né? Oremos que não! kkkk. Mas assim: não que esse vício necessariamente faria o pintinho dele funcionar menos, mas sim que tem gente que, “sacumé”: gasta o gás inteiro em off e aí na hora que chega o online com a esposa, não dá tempo de recarregar a bomba kkkk. E sem querer polemizar, mas já polemizando: ainda que existam exceções e se te serve como consolo, o que eu e 90% das minhas amigas sempre conversamos é que, em geral, homem não transa nem 1/1000 em casa do que eles dizem/aparentam para os amigos na rua. Ou seja, em grupo de macho fica um achando que o outro é o fodelança, enquanto ninguém tá comendo ninguém kkkkkk. E aí, quando rola uma mulher como você, acaba pensando que encontrou um marido “defeituoso”, kkkkk.
semsexo702Com isso não estou querendo dizer que uma vez por semana é o suficiente, mas sim que é difícil ter homem que transa tanto quanto pensam, sabe? É tipo chegar a um meio termo.

“Tá, Luiza, mas não tô falando que quero 24 horas por dia: umas 3 por semana eu já tava feliz!“

Então assim amiga, pegue o tercinho, reze pra Deus e enquanto isso vamos fazendo coisas práticas, tipo:

Não adianta ficar falando com o cara essas coisas sobre sexo, ainda mais quando ele parece não estar afim! Sabe por quê? Porque essas coisas não se falam, se fazem! E quando a gente fala demais, parece que tá cobrando e aí que o cara broxa mesmo, rs.

Na verdade, apesar de ser super a favor do diálogo nos relacionamentos (óbvio!), falar sobre frequência sexual é um dos meus poucos receios em abrir muito a boca. Porémmm, é claro que isso não impede da senhorita dar seu jeitinho pra ver se reverte a bad – não só fechando a boca e continuando linda, cheirosa e maravilhosa, como também parando de procurá-lo um pouco, sabe? Já dei esse conselho outro dia aqui no site e foi polêmico, porém, acredito até que, em geral, o homem gosta de conquista, do lance meio caçador, sabe?

Tem exceção? TEM! Mas se seu marido já ta sendo caçado todo dia e não tá adiando nada, deixe ele acreditar que é o caçador pra ver se algo muda. Além do mais, é como diz o Tiririca: pior do que tá não fica! rs.

Cuide de você, das suas coisas. Continue gata e cheirosa. Durma sem calcinha (kkkk) e se esfregue nele como quem não quer nada (diabaaa!! kkk). Fale que é pra pepeka respirar com a cara mais sonsa do mundo kkk (eu já fiz isso de verdade, e de mentira também. Depende do dia, porque você sabe que, independente do seu tesão, é bom a pepeka respirar de fato, né? Os médicos sempre recomendam!) e fique lá de boa, com pepeka depiladinha e tudo nos conformes pra ver se o homem sente o cheiro. E aí minha amiga, se ainda assim nada der certo, me procure de novo ou procure terapia de casal. Só não fique achando que a culpa é sua, que você é a mocréia ou algo do tipo. Lembre-se que, mesmo que no final você descubra que na verdade ele não te ama mais, homem/mulher é que nem qualquer tipo de carne: sempre tem quem não goste, mas sempre tem quem queira comer e ainda lambe os beiços kkkk.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Comentários

Recomendados para você:



Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.