Scroll Top

Coach de Relacionamentos Revela: Como Conquistar o Homem dos seus Sonhos e se Tornar uma Mulher IRRESISTÍVEL.

Coloque o seu e-mail:

Relacionamento

Por que Casais Perdem o Interesse com o Passar do Tempo?

Você e seu companheiro já passaram, ou passam, por uma crise no relacionamento? Sabia que uma das razões para perder o interesse após algum tempo de relacionamento pode ser a proximidade? Isso ocorre principalmente em casamentos, pois apesar de criar uma parceria maior entre o casal, pode muitas vezes diminuir o tesão, acredita?

Uma coisa que eu sempre costumo dizer aqui no blog é: inovem, saiam da rotina. A segurança de estar em um relacionamento de longo tempo por muitas vezes faz aquele sentimento de desafio, de aventura, sumir. O desejo é o querer, a surpresa, o erótico, o excitante. Já o romantismo – apesar de ser ótimo se sentir segura – muitas vezes se torna repetitivo e a última coisa que você pode querer no seu relacionamento é que o sexo vire uma obrigação.

Ligação a cada hora do dia, encontros todas as noites, beijinhos para lá, abraços para cá. Como se diz, começo de namoro é mesmo um mar de rosas. Mas os anos de relacionamento, a construção de uma rotina e o aumento da intimidade de um casal podem ser fatores decisivos para que o fogo da paixão dê lugar a uma relação desgastada.
falta de interesse no relacionamentoSe você ainda está no início de um relacionamento, não se assuste. Não existe uma regra, ou seja, nem todas as relações se desgastam. Segundo Lupoli, o sonho do “felizes para sempre” é perfeitamente alcançável. “O amor que move a relação não deve ser considerado como objetivo alcançado, mas, o caminho. Quando é tido como objetivo alcançado, o casal entende que não há mais porque perseverar neste caminho. Isso desmotiva os amantes a explorarem e potencializarem o sentimento um pelo outro”, diz.

Há quem julgue a rotina com a grande vilã dos relacionamentos, principalmente dos casamentos. Mas, é importante saber que não é o único fator preponderante para o desgaste das relações afetivas. “A rotina, em conjunto com a falta de comunicação, excesso de dedicação ao trabalho, a convivência, intimidade e o ciúme descontrolado abre espaço para o desgaste dos amantes na relação”, afirma o psicólogo.

Como evitar o distanciamento entre o casal

Comunicação é essencial sempre: não evite a “D. R.” (Discussão de Relação). “Discutir a relação de forma aberta favorece a interação entre os amantes, facilita a lidar com a intimidade, dá confiança ao casal, permite espaços de liberdade e potencializa o respeito mútuo”, finaliza psicólogo da clínica CEAAP.

Além de manter uma boa conversa, algumas pequenas ações são fundamentais. Confira dicas para manter uma boa relação:

  • Reserve um tempo para namorar. A ideia é que o casal passe um tempo juntos em um programa romântico, jantar, cinema, viagem;
  • Busque a manutenção do relacionamento. Busque sempre viver como no começo do namoro;
  • Seja criativa em todos os aspectos do cotidiano. Espontaneidade é a inimiga número 1 da rotina.
  • O distanciamento entre o casal acontece com frequência, mas não precisa acontecer com você.
  • Brigas, desentendimentos e, até mesmo, a rotina são naturais, mas cabe ao casal buscar manter elevada a qualidade da relação.

2 dicas para saber se o seu relacionamento está desgastado

Vocês quase não se beijam mais? A falta do beijo é um grande termômetro para a relação. “É natural que no início do relacionamento os beijos sejam mais longos e frequentes, já que os amantes encontram se sob forte efeito da paixão. O desgaste na relação distancia os amantes e com maior facilidade se perde o interesse e o cuidado com o parceiro. A admiração mútua em baixa desmotiva os amantes para se beijarem, abraçarem e compartilharem momentos únicos”, explica Lupoli.

A frequência com que se faz sexo também pode definir se a relação está desgastada ou não. Para manter uma vida sexual satisfatória, é preciso que o casal esteja em sintonia ou, então, o sexo será encarado como uma obrigação. “Algumas disfunções sexuais, como a dificuldade erétil, anorgasmia e desejo sexual hipoativo, podem ser resultado de uma relação desgastada”, esclarece o psicólogo.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Comentários

Recomendados para você:



Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.